Por Max Fernandes

 

Desde o final do século XIX com a industrialização, estamos experimentando um intenso crescimento populacional. Segundo a ONU, até 2030 dois terços da população mundial estará concentrada em centros urbanos. Este fenômeno traz consigo alguns desafios, entre eles a mobilidade.

Nunca se falou tanto no tema, a mobilidade ganhou muito espaço na imprensa, nas mídias sociais, nas universidades e, mais recentemente, nos debates políticos. Inclusive, só no mês de setembro, temos datas como “Dia Nacional do Trânsito (25/09), o “Dia Mundial Sem Carro (22/09) e, de quebra, em São Paulo, a “Virada da Mobilidade (17-23/09). Mas afinal, o que é essa tal mobilidade?

Mais do que o descolamento do ponto A ao ponto B, em metrópoles como São Paulo, que concentram mais de 10 milhões de habitantes, ir para o trabalho e voltar para casa, chega a ser uma aventura, uma tarefa nada fácil. Mega congestionamentos, transporte público hiperlotados e falta de ciclovias são alguns dos agravantes deste cenário.

Paulistano, nascido e criado em São Paulo, bicho urbano até o último fio de cabelo, sou publicitário, profissional de marketing e apaixonado por carros. Como Diretor de Estratégia e Marketing em uma empresa de soluções de gestão de frotas, não descarto, nem acredito na ideia do fim dos automóveis, e sim defendo e promovo discussões sobre a mobilidade inteligente, o deslocamento multimodal e a utilização da tecnologia a nosso favor.

Mobilize-se!

Vivemos em rede, hiper conectados em uma era digital onde a tecnologia é utilizada cada vez mais para aproximar as pessoas. Ao alcance de nossas mãos, o futuro chega trazendo novas possibilidades. Você já percebeu?

Você sempre enfrenta congestionamentos, quase sempre no mesmo horário? Varie, inove, ganhe tempo! Se conecte a uma rede wifi, como a de um café perto da sua casa, faça uma ou duas horas de trabalho a distância e só depois siga sua rotina.

Já percebeu que você e mais algumas pessoas vão sempre sozinhas, de carro, para a mesma direção todos os dias no mesmo horário? Baixe o Caronetas, monetize até três assentos do seu carro oferecendo carona e, de quebra, conheça gente bacana.

Vai passar o dia no escritório mas deixa o carro parado no estacionamento por 8 horas ou mais? Utilize o transporte público. Não sabe o horário e conexões entre metro e ônibus? Ok. Baixe o Moovit, e confira linhas, horários e tempo de deslocamento.

Está a pé ou de bike mas surgiu aquele almoço de negócios? Sem problemas, existem opções de deslocamento inteligente como o Uber.

Como você viu, existem diversas opções para experimentar a mobilidade em sua essência, que nada mais é do que capacidade de mudar: de rota, costumes e ações. Não adianta falar em mobilidade e não agir, afinal pensamento sem atitude é só intenção. A mudança está em nossas mãos, literalmente. Dê o primeiro passo: baixe 1 ou 2 dos diversos aplicativos ligados ao tema e MOBILIZE-SE.

 

*Maximiliano Fernandes é diretor de Estratégia e Marketing na Ticket Log.