Mulheres na gestão de frotas

Desafios que as mulheres enfrentam no mercado de mobilidade

8 de março de 2021 por Ticket Log em Mercado
Voltar

Que o mundo vem mudando todos já sabemos, mas o que tem realmente mudado? Trabalhos que antes eram considerados apenas pertencentes a homens, hoje estão sendo preenchidos também por mulheres que ousam se colocar e enfrentar as adversidades.

Ainda existem muitas barreiras a serem vencidas. Mas cada vez mais mulheres têm ocupado cargos de gestão, e no mundo da mobilidade não seria diferente. 

Estamos acostumados a ver homens dirigindo e comandando esse segmento. Mas, tem se tornado cada dia mais comum ver mulheres assumindo essa missão. Apesar de enfrentarem os preconceitos, que estão enraizados em nossa sociedade, elas têm se levantado todas as vezes em busca da independência financeira e realização profissional.

Mulheres no volante

Ainda não é uma regra, mas cada vez mais vemos mulheres dirigindo profissionalmente. Hoje cerca de 6,5% de quase 3 milhões de caminhoneiros são mulheres. A realidade de mulheres motoristas de ônibus ou caminhoneiras deixou de ser algo espantoso para virar algo cotidiano.

Muitas empresas estão optando por contratar mulheres para dirigir caminhões pois é notável a redução de batidas e custos de manutenção, já que as motoristas mulheres têm mais prudência e maiores cuidados operacionais, além de serem mais pacientes no trânsito. 

Qualidades essas que antes eram muito atribuídas às atividades domésticas, e que estão sendo usadas para aumentar a produtividade e qualidade dos serviços de transporte nacionais.

Mas as oportunidades estão crescendo, como por exemplo as que vemos nos aplicativos de transporte urbano.

Existem segmentos específicos para mulheres, tanto como passageiras como motoristas. As mulheres têm sido muito bem avaliadas nesse meio por saberem lidar melhor com público e evitarem riscos desnecessários, aumentando a lucratividade ao diminuir gastos com manutenções.

Mulheres na gestão da mobilidade

Não é difícil encontrarmos mulheres no comando que já passaram por situações parecidas de terem que provar constantemente que eram capazes de fazer e ocupar suas funções. E em um ambiente tão masculino como na gestão de frotas e mobilidade, não seria diferente, como por exemplo, contabilizando menos de 7% dos cargos de gerência no setor rodoviário.

Ainda tem muita estrada pela frente mas podemos dizer que estamos na direção certa para oportunidades mais iguais e principalmente pelo respeito e igualdade profissional. 🙂

Gostou de saber mais sobre a participação da mulher no mercado da mobilidade? Comenta para nós!

0
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *