Gestores elaborando a politica de utilização de frota

Como fazer a política de utilização de frota da empresa

17 de dezembro de 2019 por Ticket Log em Gestão de Frotas
Voltar

Quem trabalha com gestão de frotas há mais tempo já sabe: a elaboração da política de utilização de veículos de uma empresa é uma das etapas mais importantes quando se deseja implementar um controle de frota de maneira clara e eficiente.

Por estabelecer um acordo entre os funcionários que utilizam os veículos e a empresa, esse documento permite maior esclarecimento e entendimento sobre as regras,  prevenindo, através de informação, possíveis adversidades sobre o uso de um veículo empresarial.

Sem ter a obrigação de lidar com esses contratempos, você tem mais tempo para se dedicar ao que realmente importa!

Agora que você já sabe a importância de ter uma política de utilização de frota, vem que a gente te explica tudo sobre como elaborar esse documento!

O que é a política de utilização de frota?

A política de utilização de frota consiste em um documento elaborado em conjunto por todos os setores que se envolvem com os veículos de uma empresa. Ter a cooperação de todos na etapa da elaboração é super importante, já que garante a transparência do processo e o acordo comum dos departamentos envolvidos.

O que incluir na política de utilização de frota?

Na hora de botar a mão na massa e elaborar sua política de utilização de frota, existem alguns itens que você não pode deixar de fora. Dá uma olhada:

  • Finalidade de uso dos veículos: explicite qual a finalidade de uso dos veículos e se é permitido usá-los fora do expediente, por exemplo;
  • Velocidade máxima permitida: mesmo que esse fator seja regulado pelo Código Brasileiro de Trânsito, você também pode estabelecer limites e medidas administrativas caso a regra não seja seguida;
  • Horários e locais de utilização do veículo: confira se existe uma área da qual os veículos não podem sair, ou um horário limite para trazê-los de volta à empresa;
  • Controle da validade e regularização da CNH do condutor: esclareça os cuidados que o funcionário deve ter em relação a sua própria documentação;
  • Formas e locais de abastecimento permitidos: se você contar com uma solução inteligente de gestão de frotas como a Ticket Car ou a Ticket Fleet, é só se basear na rede de estabelecimentos credenciados;
  • Regras que envolvem a utilização do veículo: comunique se há alguma proibição ou norma a ser seguida durante o uso da frota;
  • Pessoa responsável por verificar a manutenção do veículo: além de estabelecer uma pessoa-chave para isso, é válido também elaborar uma checklist, para ter certeza de que nada será esquecido;
  • Pessoa responsável pelas infrações de trânsito e acidentes: mesmo com cuidado, imprevistos desse tipo podem acontecer, e é necessário definir quem se responsabilizará nessa situação.

E depois da implementação?

O envolvimento com a política de utilização de frota não termina logo após a implementação. É preciso se certificar de que as diretrizes estão claras o suficiente para serem compreendidas por todos, por exemplo.

Além disso, o gestor de frotas deve sempre ser um modelo a ser seguido pelos funcionários: por isso, nada de pisar em falso e descumprir alguma das normas!

Com uma política de utilização de frota sólida e abrangente, você ganha tempo e energia para gastar no que realmente é relevante para você e o seu trabalho. Esperamos que essas dicas possam te ajudar a se preocupar menos e aproveitar mais! 🙂

0
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *