Dúvidas documentação

5 dúvidas mais comuns sobre documentação e multas dos veículos

22 de dezembro de 2020 por Ticket Log em Abastecimento
Voltar

O gestor de frotas deve ficar atento à documentação e ao registro de multas de seus veículos para acompanhar o status da frota e não perder os prazos de pagamentos. Caso contrário, corre o risco de operar em irregularidade.

Entretanto, devido aos diferentes órgãos que cuidam de trâmites relacionados a veículos, frequentemente há confusão sobre onde consultar e como resolver cada processo.

Por isso, no artigo a seguir, a Ticket Log esclarece as 5 dúvidas mais comuns relacionadas à documentação e multas de veículos. Confira!

1 – Como consultar multas de veículos?

É muito simples. Basta acessar o site do Detran referente ao seu estado, clicar no campo de consulta e digitar a placa e o código Renavam do veículo em questão (composto por 11 números).

Lembrando que o Renavam é o Registro Nacional de Veículos Automotores, uma espécie de identificação que cobre veículos de todo o Brasil, sendo efetuado pela unidade do Detran de cada estado.

Além de consultar multas, é possível puxar todo o histórico do veículo através do código Renavam, o que é útil na hora de verificar se há irregularidades ou pendências com a lei antes de comprar um automóvel seminovo.

Porém, sabemos que o ideal mesmo é evitar a ocorrência de multas, não é? Então conheça nossa plataforma E-learning de treinamento de motoristas para direção eficiente que aborda práticas para prevenir multas, reduzir gastos inesperados e minimizar os impactos ambientais da frota. 

2 – Como consultar documento de veículo?

Para consultar a documentação e o status do veículo, o procedimento é igual ao realizado para consulta de multas.

Você deve entrar no site da sua unidade estadual do Detran, procurar a opção “Consulta de veículos” no menu e inserir os dados do automóvel (número da placa e Renavam).

A partir desta consulta, você tem acesso a informações diversas sobre o veículo, como autuações, licenciamento, IPVA, pagamento do seguro DPVAT, pendências e outras restrições financeiras.

3 – Como calcular juros de financiamento de veículos?

O cálculo de juros de financiamento de veículos não é tão simples quanto pode parecer. Muitas pessoas caem no erro de subtrair o preço do pagamento a prazo pelo pagamento à vista e dividir a diferença percentual pelo número de parcelas.

Porém, este resultado não corresponde à taxa real. Na verdade, para fazer o cálculo de juros de financiamento (tanto de veículos como de outros bens), é preciso aplicar a seguinte fórmula:

Valor financiado = [{1 – (1+ taxa de juros)^ – nº. de meses}/ taxa juros] x valor da prestação.

Complicado, né? Uma maneira mais simples de chegar ao valor de juros de financiamento é fazer uma simulação na Calculadora do Cidadão, no site do Banco Central, inserindo o número de meses de financiamento, o valor da prestação e o valor financiado.

4 – Como fazer transferência de veículo?

O processo de transferência de veículo pode ser feito pelo proprietário. O primeiro passo é preencher o recibo de compra e venda para oficializar a transação.

Depois, os envolvidos precisam autenticar as assinaturas de compra e venda em cartório. O vendedor deve pagar a taxa de transferência com a guia do Detran, quitar quaisquer pendências do veículo e levá-lo para vistoria do órgão, obtendo o laudo de transferência.

O último passo é levar ao Detran a documentação do veículo (CRV, CRLV, laudo, formulário do Renavam), a guia de transferência paga e os documentos dos envolvidos (CPF, RG e comprovante de residência) e solicitar a transferência do veículo para o novo proprietário.

5 – Quando o veículo deixa de pagar IPVA?

A isenção de pagamento de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) depende das regras de cada estado. A normal geral é que veículos antigos ficam isentos do pagamento, mas a idade de “corte” varia.

Em determinados estados, a isenção aplica-se a veículos com mais de 10 anos (como no Amapá e no Rio Grande do Norte); 15 anos (Bahia e Distrito Federal, por exemplo); 20 anos (caso de São Paulo e Rio Grande do Sul); e até mais de 30 anos (Santa Catarina).

Esperamos ter ajudado você ao esclarecer as 5 dúvidas mais comuns sobre documentação e multas de veículos que desafiam a rotina de um gestor de frotas!

Antes de finalizar, duas dicas:

  1. Se você é uma empresa e tem vários veículos, uma solução para o caso de frotas é o Docs e Multas do Ticket Fleet! Facilita a gestão e controle desses documentos.
  2. Se você oferece soluções de mobilidade para os colaboradores da sua empresa, o Ticket Car também pode ser uma solução. Com ele, o usuário consegue pagar tanto as multas quanto o IPVA com o saldo do cartão. Tudo isso porque temos parceria com a Zapay!

Agora veja também 5 dicas de oficina mecânica para encontrar a melhor para sua frota

0
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *