São Paulo é palco da 4ª edição da Conferência Global Parar, promovida pelo Instituto Parar. Grandes marcas e executivos de todo o Brasil reunidos em um só lugar para debater a mobilidade em todas as suas nuances.

Fugindo do senso comum, os debates não giram em torno apenas da questão do deslocamento de ponto a ponto. As reflexões levantadas aqui procuram encontrar caminhos para a mobilidade no Brasil e entender qual o papel de cada agente neste cenário, sejam empresas, gestores, condutores, governo e sociedade de modo geral.

Com tema inspirado na aviação, o dia começou com uma palestra motivadora de Flavio Tavares, um dos fundadores do Instituto Parar. Focando em voos mais altos, alcance de objetivos, sonhos e a busca pelo seu propósito, Tavares convidou os participantes a repensarem suas funções e encontrarem um propósito além das entregas diárias, marcações de ponto ou reuniões. A relevância do indivíduo no todo foi um tema bastante ressaltado pelo palestrante.

Ozires Silva, educador e fundador da EMBRAER foi o grande homenageado desta edição do evento. Diante de uma plateia de admiradores, o empreendedor contou a sua trajetória e ressaltou a importância do sonhar alto, exemplificando como o sonho de um paulista natural de Bauru colocou o Brasil entre os maiores fabricantes de aeronaves do mundo. Silva ainda falou sobre o cenário da educação no Brasil, ressaltando que “o processo de transformação da educação brasileira é responsabilidade de todos nós”.

img_8773-1

Ozires Silva, educador e fundador da EMBRAER

O americano Bryan Flansburg, da NAFA, associação americana de gestores de frota, abordou a importância coletiva dos gestores de frotas para a mudança de cenário do segmento nos Estados Unidos. O mentor, escritor e consultor de carreira, Sidnei Oliveira falou sobre a formação de líderes sucessores e mudança de gerações.

Indicadores foram a base da participação da Localiza no evento. Com muitos dados, Gabriel Andrade apresentou um retrato da situação de multas e sinistros com base no perfil de condutores registrados pela empresa. Segundo Andrade, excesso de velocidade acima de 20% do permitido é o campeão de multas.

O que está por trás das estatísticas foi o centro do debate entre Proteste, Observatório Nacional de Segurança Viária e CESVI que partiram dos números de mortes causadas por acidentes de trânsito para discutir a segurança, a responsabilidade do condutor e quais medidas podem ser adotadas para mudar este cenário.

Maximiliano Fernandes, da Ticket Log, trouxe as megacidades para o centro do debate e apresentou dados das consequências da superpopulação e do número cada dia mais crescente de automóveis nas ruas. Fernandes discutiu algumas soluções e destacou o papel da tecnologia na mudança de cenário. Mais uma vez a responsabilidade individual na transformação coletiva foi ressaltada, reforçando que a situação só poderá ser revertida quando individualmente tomarmos consciência do nosso papel na mobilidade.

img_8982

Maximiliano Fernandes, Diretor de Estratégia e Marketing da Ticket Log

O evento ainda está rolando, esta é a primeira parte da Conferência e muita coisa vai acontecer por aqui. Nosso blog está acompanhando tudo para trazer o melhor conteúdo para vocês.